Dear Diary – Se meus olhos fotografassem

Isso foi e ainda é uma coisa que eu sempre quis, se eu pudesse ter um superpoder, seria esse. Imagina como seria se você pudesse capturar um momento qualquer que tenha te marcado e pudesse transformá-lo em uma foto sem precisar de uma câmera?! Já pensou se pudéssemos mandar esse momento por telepatia para uma impressora? Eu já!

Eu já quis que isso fosse verdade milhares e milhares de vezes, perdi muitos momentos ótimos por que estava sem uma câmera para fotografar aquilo. Como o momento em que o meu primo autista de 10 anos olha pra mim e sorri. Ai como eu queria que isso se transformasse em fotografia. Ou quando a lua está tão linda, mas tão linda que você não consegue tirar os olhos dela e só a câmera do celular não transmite aquele sentimento todo que você sentiu quando olhou para a lua.

Queria que meus olhos fotografassem para poder guardar meus momentos com o meu cachorro, nunca consigo uma foto boa dele, sempre que ele vê a câmera ele para de fazer a coisa bonitinha que estava fazendo e deita pra dormir. Queria que meus olhos tivessem fotografado meu ultimo momento com meu avô. Aliás, com meus dois avôs.

Também queria que fotografassem o jeito que aquele garoto do sorriso lindo me olhava, assim eu iria poder esfregar na cara dele esse momento quando ele me dissesse “Mas eu não fiz nada pra te iludir”. Poderiam fotografar o momento que eu segurei pela primeira vez o primeiro filho da minha melhor amiga

Queria fotografar todas as expressões das pessoas, assim eu iria saber se elas estão bravas, alegres, com raiva, se acabaram de receber uma notícia ruim ou uma boa, se tiveram um dia bom no trabalho, aquela cara de alívio quando chega em casa e tira o sapato apertado. O jeito que uma pessoa apaixonada olha para a sua paixão, para o amor da sua vida.  Se eu pudesse, fotografava com meus olhos cada raio de luz do Sol que atravessasse as folhas das árvores, cada raio que passasse por entre os prédios. Cada um diferente do outro, com uma sensação diferente da outra. Uns mais quentes outros mais frios, mais fortes ou mais fracos. Assim como cada momento da vida, uma vida diferente da outra, uma sensação diferente da outra. Umas mais quentes outras mais frias, umas mais fortes outras mais fracas.

Queria fotografar com meus olhos cada um desses momentos que na maioria das vezes apenas uma câmera não é o suficiente.

Apenas queria que os meus olhos fotografassem.

ASSINATURA2

Anúncios

2 comentários sobre “Dear Diary – Se meus olhos fotografassem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s